Sábado, 24 de dezembro de 2016 às 16:12 em Brasil
DOENÇA MISTERIOSA DESCOBERTA NA BAHIA DEIXA URINA COM A COR PRETA

urina

Um doença misteriosa já levou 12 pessoas para o hospital na cidade de Salvador, capital da Bahia. Seus principais sintomas são dores musculares extremas e urina na cor preta. Acredita-se, até o momento, que um vírus ou uma toxina presente em peixes podem ser os responsáveis pela enfermidade.

Quem está a frente nas investigações da doença misteriosa é o doutor Gúbio Soares, pesquisador do laboratório de virologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Segundo ele, ainda são necessários de 10 a 15 dias de análises para poder identificar o que está causando a enfermidade.

O especialista também acredita que a transmissão da doença se deu por via oral, através do aparelho respiratório. E reforça que o outro sintoma é o aumento exagerado da enzima CPK, que regula o metabolismo de tecidos contráteis, como os músculos esqueléticos e cardíaco, o que pode causar insuficiência renal.

“Teve paciente com índice de CPK de 100 mil unidades por litro de sangue, enquanto o normal é 200 unidades por litro. Por isso, como há risco de insuficiência renal, os pacientes devem ficar internados até a urina voltar à cor normal”, disse, ao G1.

Dor extrema em todo o corpo

dores-musculares

O casal de namorados Giovana Colavolpe e Tiago Pavan começaram a sentir os sintomas da doença no mesmo período. A estudante relata, ao G1, que a dor começou no pescoço, e pouco tempo depois já havia irradiado para o corpo inteiro. As dores eram tão intensas que nem mesmo relaxantes musculares conseguiram aliviá-las, o que fez Colavolpe ir para o hospital.

“Quando você pensa em se mover, dói todos os músculos que você utiliza para fazer o movimento que você quer. É uma dor que eu não quero para o meu pior inimigo”, afirmou a jovem, que ficou 4 dias internada até receber alta, ao G1.

O médico infectologista Antônio Bandeira lembra que o tratamento deve ser feito com hidratação e analgésicos. E que não é recomendado o uso de anti-inflamatórios, para não levar o paciente ao quadro de insuficiência renal. Os sintomas duram aproximadamente 3 dias.

Bandeira também afirma que a urina na cor preta é causada pela rabdomiólise, que é causada por lesões musculares. “A lesão muscular é tão grande, que sai tanto pigmento do músculo, que é vermelho. O pigmento vermelho vai para o rim e o indivíduo tem a urina escura. Isso demonstra uma dor muscular muito intensa”, disse, ao G1.

 

Vírus ou toxina podem ser as causas

pacu2

Ainda de acordo com o doutor Bandeira, acredita-se que a causa da misteriosa doença seja causada por um vírus ou uma toxina que está presente em peixes de água salgada.

 

“Temos duas linhas de investigação: uma é a questão de um vírus. A outra possibilidade que estamos abrindo, nas últimas 24 horas, é uma investigação mais detalhada desses casos, todos eles têm exposição recente a peixe. A gente sabe que existe uma síndrome muito parecida com essa que tem sido descrita no (estado do) Amazonas, em peixes de água doce, mas os pacientes nossos todos comeram peixes de água salgada”, comentou.

Tal toxina já foi identificada no peixe “pacu manteiga”, que vive no Amazonas e causa sintomas semelhantes. Mas ele é um peixe água doce. Portanto, estes seriam os primeiros relatos de tal toxina em peixes de água salgada, caso sejam confirmados nas análises.

Texto por Augusto Ikeda, edição por Igor Miranda.
COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!